Return to site

Aplicação de DSI: "Faça Seu Bairro Lindo"

A desintegração social no Brasil e o Princípio da Subsidiaridade

· Aplicação da DSI

Basta caminhar nas ruas de nossas cidades para se deparar com situações e realidades que todos desejam que fossem redondamente diferentes. Praças mal cuidadas, acúmulo de lixo nas calçadas, placas estragadas e pichações nos edifícios são algumas delas. Pode-se dizer, a princípio, que a culpa direta de tais degradações é de vândalos que não se preocupam com o espaço em que vivem, ou de uma prefeitura negligente, pouco ativa e nada resolutiva. Porém, se for feita uma análise mais cautelosa se concluirá que essa realidade revela algo um pouco mais profundo e quase imperceptível, mas que permeia a vida em comum de todos os cidadãos:

Na sociedade atual existe evidente desintegração social, ou seja, falta de unidade e de coesão entre os indivíduos. Essa falta de unidade leva os membros do corpo social, em menor ou maior grau, a não enxergarem o local em que vivem como sendo objeto a ser cuidado e respeitado por todos. Nesse ambiente desordenado, decadente e desunido é clara a falta de harmonia social e a inexistência de senso de corresponsabilidade pela vida dos que compartilham do mesmo ambiente e dos que deveriam prestar-se ajuda mútua.

Em contrapartida, em uma comunidade em que há sentimento de unidade entre as pessoas que nela vivem será sempre perceptível a valorização e realização do belo e da organização, visível na limpeza, no cuidado com o ambiente e na preservação do espaço público. Estes são alguns dos sinais mais fundamentais da existência de uma sociedade no sentido mais verdadeiro do termo “societas”, que significa exatamente “união amistosa com os outros”.

Resgatar a unidade local dos habitantes dos bairros e, portanto, o senso de responsabilidade dos habitantes de uma cidade como um todo é uma das consequências prováveis do recente projeto “Faça Seu Bairro Lindo” do atual prefeito de São Paulo, João Doria. Com o intuito de resgatar o compromisso das pessoas com o local em que vivem, esse programa é derivado do programa “Cidade Linda”, que se baseia nas parcerias entre os moradores - que colaboram com a mão de obra - e a prefeitura - que fornece os materiais para o reparo e manutenção do espaço público.

Na iniciativa em questão é possível encontrar pontos que são coerentes com o que propõe a Doutrina Social da Igreja Católica, principalmente se tomado como ponto de partida o Princípio da Participação, derivado do princípio de Subsidiariedade. De acordo com o Compêndio da Doutrina Social da Igreja a “participação” implica “um dever a ser conscientemente exercitado por todos, de modo responsável e em vista do bem comum”. Assim, os cidadãos, em todos os níveis da sociedade, deverão poder envolver-se a fim de contribuir para o progresso e bem estar comum. Não se pode, é claro, excluir desse necessário envolvimento a responsabilidade nas trivialidades do dia a dia, ou seja, da preocupação com aquilo que está mais próximo do cidadão: a sua casa, a sua rua, o seu bairro.

Olhando para a situação atual das Prefeituras e Governos Estaduais no Brasil, é perceptível que as exigências da sociedade não estão sendo atendidas da maneira correta, seja pela falta de recursos financeiros, seja pela falta de interesse das instâncias políticas. Por outro lado, observa-se, uma "hipertrofia" das maiores instâncias, que acumulam demasiadas responsabilidades e competências. Assim, muitos brasileiros adquiriram o grave hábito de apenas apontar os problemas, mas sem tomar a iniciativa de solucionar as dificuldades que estão ao seu alcance.

Em contrapartida a esta consolidada realidade, a prefeitura do município de São Paulo, ao estimular os moradores dos bairros a executar serviços como varrição e pintura, confia aos grupos regionais a competência de zelar por seus próprios lugares de habitação, sempre subsidiando-os por meio do fornecimento dos equipamentos necessários para a realização dos trabalhos. Programas como esse dão um um bom exemplo ao resto do país que, em tempos difíceis, necessita da existência de cooperação entre os cidadãos para a promoção do Bem Comum.

Thiago Martins e Paulo Henrique Cacau

Referências bibliográficas:

BRODBECK, Rafael Vitola. Jesus Cristo: Rei do Universo. São Paulo: Editora Cristo Rei, 2014.

LEÃO XIII, Papa. Encíclica Rerum Novarum.

PONTIFÍCIO CONSELHO JUSTIÇA E PAZ. Compêndio de Doutrina Social da Igreja. Disponível em: <http://www.vatican.va/roman_curia/pontifical_councils/justpeace/documents/rc_pc_justpeace_doc_20060526_compendio-dott-soc_po.html>. Acesso em 12. jul. 2017,

SACHERI, Carlos Alberto. A Ordem Natural. São Paulo: Editora Cristo Rei, 2014.

All Posts
×

Almost done…

We just sent you an email. Please click the link in the email to confirm your subscription!

OKSubscriptions powered by Strikingly